Onde fica, como chegar, onde comer e o que fazer em Joanesburgo

Com mais de 5 milhões de habitantes, Joanesburgo é a maior e mais importante cidade da África do Sul e, apesar de ser o centro econômico do país, não é a capital. A cidade foi fundada por britânicos em 1886 e ficou conhecida como “city of gold” (ou cidade do ouro) devido a grande quantidade de ouro extraída na região.

Considerada uma ótima opção pra quem quer aprender mais sobre a história do país, é em Joburg ou Jozi (como é chamada pelos locais) que está localizado o maior aeroporto da África do Sul e mais movimentado de todo o continente, o que faz com que a cidade seja a porta de entrada e principal hub para outros países como Ilhas Maurício, Seychelles, Namíbia e Madagascar.

Para ajudar a planejar sua viagem, vamos te contar aqui o que fazer em Joanesburgo, como chegar e se locomover pela cidade, qual a melhor época para visitar, onde realizar safaris, dar dicas de restaurantes, de onde se hospedar e alguns cuidados necessários para a sua segurança.

O que você precisa saber sobre Joanesburgo

Onde fica Joanesburgo?

Joanesburgo fica localizada no planalto oriental da África do Sul e está a uma altitude de 1.753 metros acima do nível do mar, caracterizando-se por um clima muito seco. Apesar de não ser uma cidade muito turística é um ponto de escala de voos para Cidade do Cabo, Durban e o Parque Nacional Kruger.

Joanesburgo no mapa
Onde fica Joanesburgo

Qual a distância de Joanesburgo para outras cidades da África do Sul?

Pretória: a capital executiva do país, fica a 55 km de distância. As duas cidades são ligadas pelo Gautrain (trem de alta velocidade).
Cidade do Cabo: as duas cidades ficam em direções opostas no país, a uma distância de cerca de 1400 km. A melhor opção de transporte entre elas é um voo com 2 horas de duração.
Hoedspruit: essa é a região do Kruger e fica a cerca de 500 km de distância, ou seja, 1h de voo.
Durban: cidade da costa leste da África do Sul, distante quase 600km de Joanesburgo.

Como chegar em Joanesburgo?

A única empresa aérea que faz voos diretos entre o Brasil e a África do Sul é a LATAM. Há voos diretos saindo de Guarulhos (código do aeroporto: GRU) com 8 horas e meia de duração.
Outras opções são a KLM, que faz parada em Amsterdam, a Air France, que faz escala em Paris, ou a Emirates e Qatar, que fazem conexões em Dubai e Doha, respectivamente.
A South African Airways, que antes fazia o trecho GRU – JNB, encerrou suas atividades no Brasil em fevereiro de 2020.

Onde fica o Aeroporto de Joanesburgo (JNB)?

O Aeroporto Internacional Oliver Tambo fica no distrito de Gauteng, há pouco mais de 20 quilômetros de distância do centro da cidade. Seu código IATA é JNB.

Como ir do aeroporto JNB para o centro da cidade?

Para chegar ao centro da cidade é possível utilizar táxis, ônibus, carro alugado ou o Gautrain, que é um trem de alta velocidade com 3 linhas que somam 80 quilômetros de extensão, ligando o aeroporto à Pretória, que é a capital do país, e também aos bairros de Sandton, Rosebank e Marlboro.
Vale lembrar que o Gautrain também tem integração com os ônibus da cidade.


Por que visitar Joanesburgo?

Além de ser uma grande cidade cosmopolita, e estar mais próxima dos melhores safáris, Joanesburgo é o lugar perfeito para quem busca aprender sobre a história do país e do Apartheid, um período de segregação racial iniciado em 1948 que terminou somente em 1991.
Nessa viagem você também pode conhecer mais sobre Nelson Mandela, um símbolo da luta contra o apartheid, que foi preso durante esse período e em 1994, eleito presidente da África do Sul.

Joanesburgo é perigoso?

Das cidades que eu já conheci mundo afora, essa foi uma das que eu menos me senti segura, por isso, temos algumas recomendações especiais:
– Evite chegar em voo noturno: as lojas do aeroporto fecham cedo e fica tudo meio deserto;
– De preferência, contrate um transfer diretamente com a sua hospedagem para ir e voltar do aeroporto;
– Contrate um guia particular ou tour para conhecer a cidade, é mais seguro do que andar a pé ou de carro por conta própria;

Leitores LMTM tem 15% de desconto nos transfers e tours da Mayibongwe Travels.

Quando ir para Joanesburgo?

A melhor época para visitar Joanesburgo é durante os meses de inverno, entre maio e setembro, por ser um período mais seco e mais favorável para fazer um safári.
No verão, além das temperaturas altas, as pancadas de chuva são muito frequentes e o aproveitamento em safáris pode ser prejudicado por conta da vegetação densa que dificulta a visualização dos animais que tendem a se esconder nas sombras e saírem só quando o sol já não está tão forte.

Quantos dias ficar em Joanesburgo?

Na minha opinião, 2 dias inteiros são o suficiente para explorar a cidade e conhecer seus principais pontos turísticos, mais os dias de duração do safári, caso opte por fazê-lo.

Informações úteis:

Como já citamos no nosso artigo sobre a Cidade do Cabo, aqui vão algumas informações super úteis para visitar o país:

  • Brasileiros não precisam de visto, mas devem apresentar o passaporte e certificado internacional de vacinação contra a febre amarela:
  • O país tem 11 idiomas oficiais, mas quase todo mundo fala inglês.
  • A moeda da África do Sul é o Rand (ZAR).
  • Voltagem: 220V 
  • Tomada: 3 pinos redondos.
  • Código do país: +27

Não se esqueça de contratar um seguro viagem! Descubra aqui o porque recomendamos o seguro viagem World Nomads.

O que fazer em Joanesburgo

Mandela Square

Uma das principais atrações de Joanesburgo é a Mandela Square. Uma praça a céu aberto que tem uma estátua do Mandela dançando e que fica localizada no meio do shopping Sandton City, um complexo de lojas, restaurantes, hotéis, centros de exposição e salas comerciais que é considerado o maior shopping da África.

Soweto e casa do Mandela

Soweto (o nome vem de South Western Townships) é um dos bairros mais famosos do subúrbio de Joanesburgo por ter sido o foco das manifestações contra o regime de segregação racial.

Atualmente Soweto tem o terceiro maior hospital do mundo, o Chris Hani Baragwanath Hospital, e o FNB Stadium, o maior estádio da África.

Foi nesse distrito que Mandela passou muitos anos de sua vida, por isso, um dos pontos mais visitados é a sua casa, que foi transformada em museu e que também conta um pouco da história do Apartheid.

Casa de Nelson Mandela em Soweto, Joanesburgo.
Casa de Nelson Mandela em Soweto, Joanesburgo.
Foto: Elaine Villatoro

Carlton Center

Conhecido como o Topo da África, esse prédio de 50 andares e 223 metros de altura que fica localizado no centro de Joanesburgo, oferece uma vista panorâmica da cidade.

O andar superior é aberto para visitações (entrada R30) e é com certeza uma ótima opção para apreciar o pôr do Sol!

Museu do Apartheid

Se eu tivesse que indicar apenas um lugar para ser visitado em Joanesburgo seria esse. O período do Apartheid marcou a história do país e o museu busca trazer uma conscientização sobre esse período.

A experiência começa desde a entrada, onde cada pessoa recebe o ingresso de acordo com a cor da sua pele e que também indica qual porta deve ser usada.

Museu do Apartheid em Joanesburgo
Museu do Apartheid em Joanesburgo
Foto: Elaine Villatoro

Constitution Hill

É onde fica a Corte Constitucional, a mais alta corte judiciária do país, e o complexo Old Fort Prison, o complexo prisional que teve como presos Nelson Mandela e Mahatma Gandhi.

Rosebank

O bairro onde fica localizado o African Craft Market, um mercado cheio de lojinhas ótimo para comprar souvenirs da África do Sul. Há também opções de artesanatos vindos de outros países como Zimbábue, Namíbia e Congo. O mercado fica pertinho da Estação Rosebank do Gautrain.

Safári em Joanesburgo

Para fazer um safári, eu recomendo o Kruger National Park e o Pilanesberg National Park.

O Kruger, o mais famoso e mais procurado no país fica na região de Hoedspruit, a 6 horas de carro de Joanesburgo.

O Pilanesberg, que está localizado na cratera de um vulcão, fica um pouco mais próximo, a apenas 220 km do aeroporto de Joanesburgo (pouco mais de 2 horas de carro). Se você tem pouquíssimo tempo, esta é uma boa opção para um bate e volta.

Em ambos é possível alugar um carro e dirigir pelo parque sem a necessidade de um guia, o que torna o passeio bem mais econômico. Já sobre as hospedagens, há opções para todos os tipos de bolsos e também a possibilidade de acampar ou se hospedar em lodges.

Eu fui para o Kruger em 2018, com uma empresa chamada Viva Safari e o tour custou R7500. Na época contratei o safári por 3 dias e 2 noites, mas depois da minha experiência confesso que acho melhor pelo menos 3 noites. Quanto mais tempo ficar, mais chances você tem de ver seus animais favoritos.

Elefante no Krueger National Park
Elefante no Kruger National Park
Foto: Elaine Villatoro

Particularmente eu acho mais legal fazer safári com um guia, dessa maneira você consegue aprender muito mais sobre os animais e tem mais chance de encontrá-los. Se você preferir alugar um carro, uma dica é você seguir algum carro que tenha um guia, isso deve aumentar sua chance de encontrar mais animais.

O que não fazer em Joanesburgo

Tão importante quanto indicar o que fazer na cidade, é também mencionar o que não fazer. Como apoiamos o turismo sustentável, recomendamos não tirar selfies com animais e também não visitar o Lion & Safari Park e o Zoológico.

Caso tenha a intenção de ver os famosos animais selvagens dessa região do mundo, aproveite a sua viagem para fazer um safari e praticar o turismo de observação.

Se quiser saber um pouco mais sobre o assunto, recomendamos ler o artigo sobre as melhores práticas no turismo com animais publicado aqui no Live More Travel More e assistir ao IGTV abaixo onde explicamos o porque algumas atrações devem ser evitadas:


Onde comer em Joanesburgo

Se você gosta de um bom steak, música ao vivo e frequentar lugares menos turísticos, você precisa jantar e assistir um show no The Orbit – Live Music & Bistro. Foi lá que tive minha melhor recordação da cidade, que envolve um steak delicioso, conhecer sul africanos, e assistir o show de uma famosa cantora de lá, chamada Msaki, a qual me tornei fã.

Pra quem quiser saber mais, abaixo tem o link de um vídeo dela:

Recebemos também boas referências sobre o Urbanologi, um restaurante descolado que fica dentro de uma cervejaria, e fica bem pertinho do Museu do Apartheid. Além de pratos lindíssimos e saborosos, o lugar fica em um ambiente único!

Onde se hospedar em Joanesburgo

Joanesburgo é uma cidade grande com muitos bairros bem diferentes entre si. Tudo é relativamente distante e o transporte está longe de ser eficiente, por isso é muito importante saber onde ficar.

Uma ótima opção é o bairro de Sandton, que é cheio de atrativos e com muitas opções de hotéis, além de ser uma das paradas do Gautrain. Vale lembrar que não é aconselhável andar a pé por nenhuma região, principalmente a noite.

Nesse bairro, recomendamos o hotel Signature Lux, que tem um ótimo custo benefício e fica super bem localizado e, pra quem quiser uma experiência mais exclusiva, as opções são o Saxon Hotel Villas & Spa e o Sandton Sun.

Alguns hostels badalados que vale a pena conferir são o Once in Joburg que fica pertinho do The Orbit, e o Curiocity, ambos localizados em outros bairros. 

Hospedagens próximas ao aeroporto

Se você prefere se hospedar perto do aeroporto de Joanesburgo, recomendo o Sunrock Guesthouse. O hotel tem uma estrutura linda: o bar e o restaurante são super estilosos, a piscina é gigante e me surpreendi também com o tamanho do banheiro. Eles oferecem serviço de transfer gratuitamente e também há a opção de um jantar feito por sul africanas que cozinham super bem (pagamento à parte).

Sunrock Guesthouse em Joanesburgo.
Sunrock Guesthouse – Joanesburgo
Foto: Elaine Villatoro

Para quem gosta de hostels, uma outra indicação nessa região é o Lakeview Backpackers.

Preparado para sua viagem para a África do Sul?

Leia também:

O que fazer em Cape Town

Onde se hospedar em Cape Town

Mergulho com tubarão branco na África do Sul